Terra fresca da sua tumba, de Giovanna Rivero

Quem lê meus textos já está cansado de saber que um dos meus gêneros preferidos é o que apelidei de “mulheres maravilhosas que escrevem contos estranhos”. A maioria dessas mulheres é latino americana, e hoje trago mais uma delas: a boliviana Giovanna Ribeiro. Terra fresca da sua tumba foi publicado no Brasil neste ano, numa parceria das editoras Jandaíra e Incompleta, com tradução de Laura … Continue reading Terra fresca da sua tumba, de Giovanna Rivero

A polícia da memória, de Yoko Ogawa

Publicado neste ano pela Estação Liberdade (com tradução de Andrei Cunha), A polícia da memória de Yoko Ogawa é um misto de drama com ficção científica. Lançado originalmente em 1994, o nome da autora começou a aparecer mais por conta da tradução que o romance ganhou para a língua inglesa em 2019. Ele foi finalista do National Book Award for Translated Literature, e no ano … Continue reading A polícia da memória, de Yoko Ogawa

Os sete maridos de Evelyn Hugo, de Taylor Jenkins Reid

Como diz a minha bio no Cine Varda, eu fui alfabetizada com a Revista SET. Sem exagero algum, eu folheava aquelas revistas antes mesmo de saber ler direito. Quando criança, eu sabia o nome de todos os atores e atrizes famosos. O amor pelo cinema clássico de Hollywood começou ali. Em 2018 eu maratonei o podcast You Must Remember This e conheci diversas histórias obscuras … Continue reading Os sete maridos de Evelyn Hugo, de Taylor Jenkins Reid

Uma tristeza infinita, de Antônio Xernexesky

Mais de uma vez me deparei com a pergunta: “Como teria sido o trabalho de Virginia Woolf, Sylvia Plath e Anne Sexton se elas tivessem sido medicadas?”. Não apenas elas, mas vários escritores que tiveram vidas breves e deixaram poucos trabalhos. Muitos falam que a dita genialidade deles vinha justamente dessa tristeza infinita. Ellen Forney, autora da HQ Parafusos fala bastante disso em seu trabalho. … Continue reading Uma tristeza infinita, de Antônio Xernexesky

Nada vai acontecer com você, de Simone Campos

Comecei a ler Simone Campos nos idos de 2010, 2011. Ali havia começado o meu interesse em ler autores contemporâneos brasileiros, e adquiri No shopping, e A feia noite, livros lançados pela autora em 2000 e 2006, respectivamente. Gostei bastante e acabei presenteando uma amiga com eles. Sabe aquela vontade de querer que outras pessoas leiam? Então, foi isso. Desde então passei a acompanhar a … Continue reading Nada vai acontecer com você, de Simone Campos

A vida perto da morte, de Rachel Clarke

Sou de uma família muito religiosa. Minhas avós eram portuguesas. A paterna eu vi apenas uma vez, mas lembro que quando ela veio ao Brasil nós a levamos até a Catedral da Sé. Cheguei a ir a algumas missas com a materna. Inclusive, quando ela faleceu, encontramos papeis de santos pela casa toda. Ela foi à minha primeira comunhão. Eu queria ir para a igreja … Continue reading A vida perto da morte, de Rachel Clarke

Eu, Tituba: Bruxa negra de Salem, de Maryse Condé

É sempre muito difícil encontrar documentos e livros a respeito de mulheres importantes da história. Lido muito com isso na literatura, em que exemplares de escritoras são simplesmente esquecidos e nunca ganham novas edições. Até topar com o livro de Maryse Condé, Eu, Tituba: Bruxa negra de Salem (publicado no Brasil pela Rosa dos Tempos, com tradução de Natalia Borges Polesso e prefácio de Conceição … Continue reading Eu, Tituba: Bruxa negra de Salem, de Maryse Condé

No útero não existe gravidade, de Dia Nobre

Acho que posso soar repetitiva, mas eu nunca me canso de dizer que a melhor parte do Leia Mulheres é conhecer mulheres incríveis. Com a Dia Nobre não foi diferente. O primeiro contato foi por twitter, algumas amigas em comum e ela me convidou para gravar um podcast. Naquela noite parecia que já nos conhecíamos há tempos e a conversa fluiu maravilhosamente bem. Pouco tempo … Continue reading No útero não existe gravidade, de Dia Nobre

Felix para sempre, de Kacen Callender

Esta é mais uma resenha que escrevo graças ao meu privilégio de trabalhar na Editora Nacional. Segundo livro da linha YA da editora, Felix para sempre vai ser lançado agora em julho e conta com uma ótima tradução de Vic Vieira. O autor, Kacen Callender, nascido nas Ilhas Virgens Americanas (Caribe), já recebeu diversos prêmios, entre eles o Stonewall e o Lambda. O protagonista se chama … Continue reading Felix para sempre, de Kacen Callender