Mulheres no Terror (2019)

Para março desse ano eu, a Jéssica e a Niia tivemos a ideia de ver o máximo possível de filmes de terror dirigidos por mulheres. A Jé tinha falado do projeto aqui com mais detalhes. Desde 2016 eu tento cumprir o desafio #52FilmsbyWomen e tenho tido sucesso, então estava mais do que ansiosa para ver muito terror. Porém, a vida nem sempre funciona conforme o … Continue reading Mulheres no Terror (2019)

Os melhores de 2018

Gosto muito de listas, então resolvi deixar registrado aqui os melhores filmes de terror que vi neste ano. Não necessariamente apenas os lançados em 2018, mas os gerais. São eles: Hereditary (2018) Dirigido por Ari Aster Vi esse filme duas vezes no cinema esse ano. The Witch me impactou muito em 2015, considerei o melhor da década, mas esse aqui ficou impregnado na minha mente. Quanto … Continue reading Os melhores de 2018

Filmes do Mês das Bruxas (2018)

Pois é, já estamos em dezembro. Esse segundo semestre passou voando e eu fui deixando esse post para o dia seguinte e cá estamos. Quase desisti dele, afinal não vi muitos filmes de terror em outubro, mas gosto de deixar registrado. 🙂 1) Bug (2006) Dirigido por William Friedkin Um filme do diretor de O Exorcista e com meu amado Michael Shannon? Não sei porque … Continue reading Filmes do Mês das Bruxas (2018)

O Animal Cordial

Nunca fui muito do cinema nacional e isso por ignorância pura. Eu achava que no Brasil só tínhamos comédias bestas e dramas sem sustentação. De uns anos para cá tive acesso a filmes excelentes, como os da Ana Carolina e desde então estou sempre em busca de filmes alternativos. Ano passado escrevi sobre duas diretoras brasileiras que haviam se tornado preferidas, Juliana Rojas e Anita … Continue reading O Animal Cordial

Três filmes

Ser fã de terror é uma coisa bastante complicada. Temos aquele monte de clássicos que felizmente nunca se esgotará, mas também a decepção com as novidades é bastante grande. Entre dez filmes novos, se um prestar, já estamos em vantagem. Nesse ano não tenho visto muitos filmes, mas desde A Quiet Place tenho tido relativa sorte com o gênero. Desde que vi A Bruxa tenho tentado acompanhar … Continue reading Três filmes

Filmes do Mês das Bruxas (2017)

Todo ano, durante o mês de outubro, eu tento fazer uma maratona de filmes de terror. Essa foi a primeira vez que relativamente deu certo. Não vi tantos quanto gostaria (culpa dos seriados Top of the Lake e Mindhunter), mas a lista ficou bacana. Seguem os assistidos e alguns comentários. 1) Office Killer (1997) Dirigido por Cindy Sherman Peguei a dica desse filme numa lista super … Continue reading Filmes do Mês das Bruxas (2017)

Duas diretoras brasileiras

Até pouco tempo eu tinha certo preconceito com filmes brasileiros. Meu contato com eles tinha sido através de filmes bestas da Globo e, por pura ignorância, eu achava que todos seriam assim. Felizmente vi diversos que mudaram a minha visão, e agora estou sempre em busca de novidades, revisito filmes antigos e sempre procuro diretoras. Ano passado a minha grande descoberta foi Ana Carolina. Nós … Continue reading Duas diretoras brasileiras

Mulheres na direção

Percebi que estou há meses sem atualizar esse blog. Não tenho desculpas, então hoje resolvi escrever um pouco sobre os filmes de terror dirigidos por mulheres que vi nesses primeiro quatro meses do ano. Em janeiro eu fiz esse post falando dos filmes que eu estava ansiosa para ver em 2017. Tive a oportunidade de ver dois deles: The Love Witch e XX. Com The … Continue reading Mulheres na direção

Feminist Horror #3

Olá, feliz ano novo! 🙂 Um pouco atrasada nos posts aqui, mas eu queria terminar de ver os filmes da lista Feminist Horror antes de escrever. E finalmente consegui! Recapitulando: encontrei essa lista por acaso, eu não tinha visto alguns, decidi assistir e ir comentando aqui no blog. E nessa semana finalmente vi os dois que faltavam: “Perfect Blue” e “Aliens, O Resgate”. Perfect Blue … Continue reading Feminist Horror #3

Southern Gothic

A primeira vez que eu ouvi falar no gênero “Southern Gothic” foi quando conheci a cantora Rykarda Parasol. Estava fuçando cantoras no last fm e encontrei a página dela. Fiquei obcecada com a música, que era uma mistura de goticagem com country, com umas letras deprês, alcoólatras e bad vibe. Minhas músicas preferidas dela: “Arrival, A Rival” e “Drinking Song“. Por causa dela conheci outras … Continue reading Southern Gothic