A odisseia do cinema brasileiro – Parte 1

Já comentei algumas vezes que eu cresci vendo filmes. Inclusive, Lua de Cristal (sim, aquele da Xuxa) foi o primeiro que vi no cinema, com uns três anos de idade. Com o tempo fui vendo cada vez menos do cinema brasileiro, via um ou outro filme mais famoso, mas só isso. Felizmente, de uns anos para cá, tenho mudado isso. Comecei com os filmes dirigidos por mulheres, focando no terror e aí fui expandido meu conhecimento.

Iniciei 2022 vendo quase que apenas filmes antigos, e aí resolvi encaixar os brasileiros no meio. Tantos diretores e diretoras que eu desconhecia. Para acompanhar, comecei a ler A odisseia do cinema brasileiro, de Laurent Desbois (trad. Julia da Rosa Simões, da Companhia das Letras). Como diz o subtítulo, o autor cobre da Atlântida a Cidade de Deus. Tenho gostado muito da leitura (estou lendo bem aos poucos), mas logo de cara fiquei incomodada com o fato de a Cleo de Verberena sequer ter sido citada (é ela na capa deste post).

A minha ideia inicial era ir lendo e vendo os filmes aos poucos, mas jamais que teria disciplina para isso. Resolvi então fazer uma série de posts aqui no blog falando um pouco dos filmes que assisto. Nada de resenhas, nada com muita forma, apenas um registro das coisas que ando vendo. Os posts serão encontrados na categoria “cinema brasileiro“.

Antes de começar a comentar os filmes vistos em 2022, vou só retomar três posts antigos do blog. Aqui eu falei de Anita Rocha da Silveira e Juliana Rojas, escrevi sobre O animal cordial e esse texto aqui é minha declaração de amor ao cinema. No momento, meu filme brasileiro preferido é Eles não usam black-tie, (1981, dir. Leon Hirszman) e a Ana Carolina é minha diretora do coração.

Esse é um projeto a longo prazo, sem periodicidade. Fica aqui meu convite para vocês verem também mais filmes brasileiros, principalmente aqueles que tentaram sucatear.

5 thoughts on “A odisseia do cinema brasileiro – Parte 1

  1. Que saudade que estava de parar para ler e comentar em blog ♡
    Tão bom que, mesmo com toda essa loucura da internet, existem cantinhos como o seu, Mi 🙂
    Amei esse seu projeto. Conheço muito pouco do cinema nacional e vai ser incrível conhecer mais por você.
    Acredita que ainda não assisti os filmes daquele box que temos igual? Preciso mudar isso urgente!!
    :*

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s